Archive for agosto \10\UTC 2011

Fábrica da Fiat trará crescimento a João Pessoa e Paraíba

agosto 10, 2011

A Fiat comunicou oficialmente ontem que a nova planta a ser construída em Pernambuco estará localizada na cidade de Goiana, no Norte do Estado.

A previsão inicial era que a fábrica ficaria no Complexo de Suape, próxima ao porto, refinaria e siderúrgica que lá operarão, mas após conversações com o Governo, a empresa resolveu implantar-se nessa nova fronteira industrial de Pernambuco. O Estado arcará com diversos subsídios, incluindo desapropriação e terraplenagem do terreno, isenção fiscal, melhoria nos acessos, etc.

Mas a notícia causou também impacto (e grande satisfação) na Paraíba; jornais paraibanos já informam sobre os benefícios que a Fiat trará para cidades como João Pessoa, Campina Grande, Santa Rita e Bayeux.

Primeiro, benefícios econômicos: Goiana localiza-se a apenas 10 km da divisa com a Paraíba. É possível que o Governo paraibano também consiga, por meio de incentivos, que algumas empresas satélites da Fiat (tanto de produção de bens como de serviços) se instale na Paraíba. E mesmo que não consiga, é certo que muitos paraibanos irão encontrar empregos ou clientes na Fiat.

Isso porque, apesar de localizar-se em Pernambuco, Goiana encontra-se mais próxima de João Pessoa (50 km) do que do Recife (80 km). E lembrando ainda que o trânsito da capital paraibana é ainda muito mais tranquilo do que na capital pernambucana, percebe-se que o acesso à Fiat será muito mais fácil, rápido e barato a partir de João Pessoa.

E afora os benefícios econômicos, haverá certamente impacto no segmento de turismo.

Estima-se que somente a Fiat empregue entre 2.500 e 3.500 pessoas; boa parte desse pessoal virá de fora, e precisará hospedar-se, ainda que temporariamente, em hoteis e flats. Prevê-se, da mesma forma que ocorreu em Recife, um grande aumento na procura por hoteis em João Pessoa, o que, se por um lado aumenta os preços, por outro lado traz novos investimentos e aumento na qualidade dos serviços.

A inauguração da linha de produção da Fiat está prevista para 2014. Após isso, certamente João Pessoa não será a mesma.

Anúncios

João Pessoa: cidade de maior crescimento do turismo no Nordeste

agosto 6, 2011

Muitas cidades do Nordeste competem pelo título de “maior destino turístico do Brasil”; esse título é desejado porque induz novos viajantes a escolherem aquela cidade para futuras viagens.

Dentre as diversas maneiras de se avaliar qual o principal destino do Nordeste, uma das mais objetivas é simplesmente estudar o tráfego aéreo nos principais aeroportos de cada cidade; já que, por conta da distância, a maior parte dos turistas se desloca para o Nordeste de avião, é fácil aceitar que as cidades com aeroportos mais movimentados são aquelas que receberam mais visitantes.

É claro que a análise poderia ser mais refinada, apurando-se os que viajam a negócios, os moradores locais que estão saindo a turismo, os que chegam a uma cidade e deslocam-se a outra, etc. Contudo, para uma análise mais simplificada, a simples contagem do volume de passageiros já nos dá uma idéia bem aproximada.

Bem, e por esse critério, qual seria o destino mais popular? Depende, também, da forma como avaliemos.

A Infraero publica periodicamente uma tabela com a movimentação de todos os principais aeroportos do Brasil.

Se conferirmos a movimentação de passageiros de junho de 2011, verificamos que a capital nordestina com aeroporto mais movimentado é Salvador (pouco mais de 4 milhões de passageiros, incluindo embarques e desembarques, no acumulado de janeiro a junho de 2011), seguida por Recife (pouco mais de 3 milhões), Fortaleza (2.600.000), Natal (1.200.000), Maceió (770.000) e João Pessoa (550.000 passageiros).

Esses números, porém, não revelam um fato importante: cidades como Salvador, Recife e Fortaleza são importantes polos turísticos há décadas, e mantem permanentes campanhas de marketing para reter e atrair novos visitantes.

Uma outra maneira de se avaliar o potencial de um destino é: qual foi o crescimento da visitação nos anos recentes? O crescimento revela não o quanto a cidade já é conhecida, mas o que ela tem de novo a oferecer; se a cidade tem rápido crescimento, significa que mais e mais turistas a estão descobrindo, o que por outro lado indica que ela tem muito a oferecer.

Assim, vejamos qual foi o crescimento nas principais cidades desde 2004, ano em que a economia brasileira começava a mostrar sinais de aquecimento, e portanto o turismo começou o vertiginoso crescimento que experimentamos até hoje.

Segundo dados da movimentação de passageiros de junho de 2004, Salvador já era líder (pouco mais de 1.900.000 passageiros, incluindo embarque e desembarque, acumulados de janeiro a junho de 2004), seguida por Recife (1.400.000), Fortaleza (970.000), Natal (441.000), Maceió (306.000) e João Pessoa (111.000).

Como se vê, entre 2004 e 2011, o movimento dos aeroportos de Salvador e Recife aumentou pouco mais de 100%, os aeroportos de Natal e Fortaleza aumentaram ao redor de 200%, o de Maceió aumentou 250%, e o de João Pessoa teve um aumento de 500%.

Isso significa que mais e mais pessoas estão fazendo turismo em João Pessoa, o que por outro lado tem levado ao aumento na oferta de serviços como hoteis e restaurantes. E como há melhor infraestrutura, os turistas voltam, e trazem os amigos. E isso leva a mais e melhores hoteis, mais e melhores restaurantes.

Um ciclo virtuoso que torna a cidade cada vez mais atrativa, sem contudo perder o charme de cidade calma.

Venha você também conhecer João Pessoa.